Motos Usadas Jundiaí, São Paulo

Motos Usadas em Jundiaí. Encontre endereços e telefones de lojas, concessionárias e autorizadas em Jundiaí que vendem Motos Usadas.

Gastaldo Motos Preparações
(11) 3446-2014
Rua Bartolomeu Lourenço 51
Jundiaí, São Paulo
 
Moto Peças Billi Racing
(11) 4582-5943
Rua Maria David Ganen 42
Jundiaí, São Paulo
 
Cerol Comércio de Peças e Acessórios de Motos
(11) 4587-7356
Avenida São Paulo 774
Jundiaí, São Paulo
 
Jarda Motos
(11) 4816-5659
Rua Fernão Dias Paes Leme 519
Jundiaí, São Paulo
 
Jh Motos
(11) 4492-5161
Rua José Alves da Cunha Lima 137
Jundiaí, São Paulo
 
Moto Mauro Motos
(11) 4582-2047
Rua Seike Saito 675
Jundiaí, São Paulo
 
Deco Motos
(11) 4581-1190
Rua Irmã Traldi, 387 Vl Hortolândia
Jundiaí, São Paulo
 
Globo Motos
(11) 4587-0844
Avenida Doutor Cavalcanti 961
Jundiaí, São Paulo
 
Jc Motorsport Comercial Moto Partes
(11) 2709-5420
Rua Nicola Rivelli 21
Jundiaí, São Paulo
 
Moto Bandeirantes
(11) 4586-9877
Rua dos Bandeirantes 430
Jundiaí, São Paulo
 

Motos Usadas

Se pretende adquirir uma moto nova e não quer gastar muito dinheiro com isso, saiba que existem excelentes alternativas no mercado das motos usadas. Conheça as 7 dicas principais para comprar uma moto usada e adquira o veículo de duas rodas ideal para si.
A compra de uma moto usada é muito mais acessível do que a compra de uma moto nova. No entanto, o que por vezes é barato acaba por sair caro. Para que isso não aconteça, existem algumas dicas que deve ter em atenção e que o vão ajudar a realizar o melhor diagnóstico possível. São elas:

1. Escolha o seu tipo de moto
Atualmente, existem vários tipos de motos à sua disposição no mercado. Como tal, em primeiro lugar, deve escolher o tipo de moto que mais se adequa ao seu estilo, condução e utilização pretendida. Nesse sentido, pode optar pela escolha de uma moto desportiva, todo-o-terreno (TT), naked, scooter, turismo, entre outras. Cada uma tem as suas vantagens e desvantagens e estas devem ser avaliadas individualmente, de acordo com as suas necessidades. Por exemplo, se pretender adquirir uma moto que seja eficaz em pisos irregulares, deve optar pela compra de uma moto TT, dado que esta foi criada especificamente para esse efeito. Dessa forma, para escolher uma moto usada, deve fazer uma introspeção e analisar quais são os seus gostos e, acima de tudo, as suas prioridades.

2. Opte pela compra num revendedor ou entidade privada
A escolha do local onde vai comprar a sua moto usada dependerá do orçamento que tenha disponível, dado que uma concessionária tem por hábito cobrar um valor suplementar acima das entidades privadas.
Se comprar uma moto usada num revendedor, tem a vantagem de retirar o máximo proveito dos seus conhecimentos e, ao mesmo tempo, conseguirá fazer inúmeras perguntas acerca da moto.

Por outro lado, se comprar a moto usada numa entidade privada, pode ter uma experiência mais pessoal e até poderá ouvir histórias sobre as aventuras da moto em questão. Os proprietários privados são também mais flexíveis acerca do preço final.
Atualmente, não deve ser colocada de parte a hipótese de comprar uma moto online, uma vez que na internet pode realizar pesquisas acerca de todas as especificações técnicas de uma determinada moto e, principalmente, boas compras.

3. Inspecione cuidadosamente a moto
Antes de partir para a compra de uma moto usada, deve verificar o seu estado mecânico. Ao fazê-lo estará a zelar pela sua segurança na estrada e pela saúde das suas finanças. Uma moto com problemas mecânicos implica sempre gastos avultados. Para que isso não se suceda, inspecione pormenorizadamente a moto em questão ou faça-se acompanhar de alguém com conhecimentos mecânicos que o oriente na sua compra.

4. Faça um teste de condução
Uma das características mais importantes na compra de uma moto usada é o facto de realizar um teste de condução com ela. Assim, conseguirá ter uma melhor opinião acerca da moto em questão e se esta se adequa à utilização pretendida. Este é um teste muito importante, uma vez que permite verificar se a moto apresenta alguma falha mecânica ou algum outro problema de maior.

5. Analise a história da moto e as intervenções mecânicas que nela foram efetuadas
Na compra de uma moto usada, deve fazer todo o tipo de perguntas para conhecer um pouco mais acerca do historial da moto. Peça ao vendedor os registos das intervenções mecânicas que foram realizadas na respetiva moto e assim ficará a conhecer se esse veículo tinha uma boa ou má manutenção. O verificar dos registos mecânicos de uma dada moto permitir-lhe-á analisar o estado geral das peças, como, por exemplo: saber se o óleo era trocado com regularidade; se os pneus estavam calibrados; se a quilometragem estava correta e se as revisões periódicas eram cumpridas.

6. Verifique se há espaço para a negociação
Na compra de uma moto usada, um dos maiores receios por parte dos motociclistas, uma vez que o seu orçamento é limitado, incide sobre a rápida desvalorização do veículo comprado. Dessa forma, se considerar que o preço é muito elevado, deve entrar em negociação com o vendedor, de modo a conseguir um bom desconto. Por outro lado, se considera que o preço de uma determinada moto é justo, deve avançar imediatamente para a sua compra, pois, no dia seguinte já poderá ser tarde demais. Para conhecer os preços praticados no mercado das motos usadas deve informar-se junto das respetivas marcas, pesquisar na internet e observar o preço que é praticado pela concorrência.

7. Não se comprometa com uma moto antes de fechar o negócio
O mercado de motos usadas é muito vasto e oferece uma enorme variedade de escolha. Nesse sentido, não há razão para se comprometer apenas com uma moto que poderá revelar-se incompatível com as suas necessidades. Dessa forma, antes de fechar um negócio, visite vários revendedores ou entidades privadas, inspecione pormenorizadamente as motos em questão, experimente-as e decida-se por aquela que considera ser a mais adequada para si. Depois é só selar o acordo, equipar-se com todas as peças de segurança essenciais e desfrutar das suas viagens sobre duas rodas.