Caminhão Scania Colatina, Espírito Santo

Caminhão Scania em Colatina. Encontre endereços e telefones de lojas, concessionárias e autorizadas em Colatina que vendem Caminhão Scania.

Oficina Brunetti
(27) 3721-3211
av Brasil, 449, Maria das Graças
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Carlos Alberto Negrelli - Me
(27) 3722-4168
av Kennedy,Pres, 445, Maria Ismenia
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
New Sound Som e Acessórios Ltda-Me
(27) 3711-5410
r Jacinto Bassete, 260, N S Aparecida
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Lg Comercial Ltda-Me
(27) 3711-7202
rdv Café, s/n, Km 1, Carlos G Naumann
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
João Luiz Rizzoli - Me
(27) 3711-5315
av Sílvio Ávidos, 786, B, São Silvano
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Sonegheti & Bergami Ltda - Me
(27) 3721-1012
av Sílvio Ávidos, 2060, São Silvano
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Mecânica Pimcal Ltda-Me
(27) 3711-7211
av Sílvio Ávidos, 2990, São Silvano
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Imac Mecânica Ltda
(27) 3722-2881
r Moacir Ávidos, 127, Vl Nova
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Paraíso Peças e Mecânica Ltda
(27) 3721-3314
av Sílvio Ávidos, 2605, São Silvano
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Rui Barbosa de Mattos Me
(27) 3721-6343
r Fioravante Rossi, 2222, São Braz
Colatina, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Caminhão Scania

O setor de transporte rodoviário de cargas no Brasil está sempre de olho na redução dos custos operacionais. E o gasto com combustível é um dos principais vilões dos empresários. Atualmente, o diesel responde em média por 38,4% do total gasto nas frotas. E é visando diminuir essa parcela que a Scania apresentou uma nova linha de caminhões pesados batizada de Streamline. Com essa gama, a fabricante sueca promete uma redução de consumo de diesel de 4% – podendo chegar até 15% em pesados que utilizem motores Euro 5.

A nova linha, que chega para ficar no portfólio, contemplará pesados das linhas G e R, e R Highline. Na família G, serão os modelos de 360 e 400 cv de potência e torques que variam de 188,6 kgfm a 214,1 kgfm. Já as linhas R Streamline e R Highline Streamline oferecem caminhões de 400, 440, 480, 560 e 620 cv de potência e torques que variam de 214,1 kgfm a 305,9 kgfm. Para atingir a maior eficiência energética, os modelos Streamline trazem mudanças tanto na mecânica quanto na estética. Neles, atuam em conjunto o câmbio Opticruise de quarta geração, os motores Euro 5 e os apliques aerodinâmicos com defletores de ar. Somente a quarta geração da transmissão automatizada Opticruise – criada em 2001 – representa 2% desse total de redução. A caixa também tem um novo sistema de condução evita o desperdício de diesel, desabilitando o kickdown – acionamento de aceleração rápida – e a possibilidade de trocas manuais de marcha, quando o veículo estiver acima de 50 km/h.

Já o sistema lubrificante da caixa automatizada responde por uma melhora de 0,4% no consumo e a nova aerodinâmica exclusiva de sua cabine é responsável por 0,6% do montante. Completa a soma o Ecocruise, o piloto automático inteligente, que contribui com o 1% restante. Apesar de todas as evoluções no caminhão, Eronildo Santos, diretor de Vendas de Veículos da Scania no Brasil, faz um alerta. “Vale a pena ressaltar que para atingir a racionalização eficiente do combustível são precisos três fatores-chave: um condutor bem treinado, o veículo especificado corretamente e a manutenção adequada”, pondera.

Na mudança estética da cabine, saem de cena as tradicionais aletas laterais das linhas G, R e R Highline. Foram substituídas por uma nova peça aerodinâmica incorporada à grade, acima dos faróis. Nos modelos V8, ela ganha contornos cromados. Ainda há diferenças no para-choque, que foi rebaixado e passa a “abraçar” os degraus com a missão de controlar melhor a saída do ar por debaixo da composição.

Identificar um caminhão Streamline não é uma tarefa muito difícil. O mais novo produto premium da linha ganhou grafias exclusivas e vistosas nas laterais das portas. De série, existem novos acabamentos e soleiras especiais. Por exemplo, os painéis da parede da área de descanso são de um novo material, que passa um aspecto de mais sofisticação. O conjunto ótico traseiro ganhou luzes de leds – já adotado nos faróis dianteiros diurnos. O aspecto tecnológico também não ficou de fora e dá ao motorista um maior conforto para viagens longas e extenuantes. A gama Streamline traz uma completa gama de dispositivos com um novo rádio com conexões Bluetooth, USB, AUX, SD-card e integrado à navegação via GPS. Mas uma novidade chama atenção. Para evitar acidentes, a Scania instalou um bafômetro integrado ao painel. O componente só dará partida após o condutor fazer o teste e comprovar que não está alcoolizado. Os novos caminhões ainda trazem uma avançada geração do computador de bordo. O visor passa a ser colorido e de 6,5 polegadas em alta resolução que ainda possui o sistema Scania Driver Support, que ajuda o motorista a conduzir o pesado de forma adequada. Tudo para transformar os “brutamontes” em verdadeiros “escritórios sobre rodas”.

Primeiras impressões - R440 Streamline

Sustentável leveza

Piracicaba/SP – A pista do autódromo da cidade paulista de Piracicaba serviu de “palco” para o test-drive da nova linha de caminhões Streamline. O modelo testado, o R440 Streamline, literalmente “passeia” na pista. Equipado com o motor de 13 litros que entrega 440 hp – ou 446 cv de potência – o pesado sai com suavidade da inércia e nem parece ter “nas costas” 25 toneladas de carga. Dotado da quarta geração da transmissão automatizada Opticruise e seus quatro modos de condução, o R440 Streamline é surpreendentemente dócil, especialmente para quem não está acostumado a conduzir um caminhão. A direção é suave e os comandos são bastante fáceis. Apenas o freio é um tanto hipersensível e sobreassistido. Apenas uma leve pressão no pedal e o caminhão já reduz consideravelmente a velocidade – algo compreensível para um veículo que precisa imobilizar rapidamente diversas toneladas em movimento. No novo modo de condução, o Econômico, a missão é evitar o desperdício de diesel e para isso o modo desabilita o kickdown, que evita a retomada brusca de aceleração quando pisa fundo no acelerador.

É extremamente fácil achar a posição de dirigir o cavalo mecânico. O ajuste da coluna de direção é pneumático na altura e na profundidade. Com o apenas uma leva pressão em um botão, a regulagem fica facilitada. No painel, o destaque é para a nova tela de 6,5 polegadas, de fácil leitura graças as símbolos e letras grandes. O dispositivo mostra todas as funções do pesado e todos os passos do motorista. Nele, o sistema Driver Support indica a maneira mais adequada de “pilotar” o caminhão para economizar o máximo de combustível possível. A partir daí é tocar viagem e desfrutar da ampla cabine – que cabe uma pessoa de estatura mediana em pé – e descansar da cama montada atrás dos bancos. Como item opcional, ainda há uma geladeira para se alimentar e se hidratar durante as maratonas nas longas e sofridas rodovias brasileiras.